sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Major Fábio confirma marchas estaduais em defesa da PEC 300

Major Fábio confirma marchas estaduais em defesa da PEC 300
 A defesa pela criação do piso nacional salarial para os policias e bombeiros, a chamada PEC 300, foi tema de mais um discurso do deputado federal Major Fábio (DEM-PB) na tribuna da Câmara dos Deputados.

O parlamentar cobrou a promessa de campanha da presidente Dilma Rousseff e comunicou a realização da grande mobilização nacional em Brasília e a organização de vários movimentos estaduais em defesa do piso nacional para a categoria.

No próximo dia 15, em Pernambuco, milhares de policiais, bombeiros e seus familiares realizarão a Marcha pela PEC 300, com concentração na Praça do Derby, no Recife.

“Vou participar ao lado dos companheiros pernambucanos e dos seus familiares nesta que será uma grande marcha em defesa da aprovação do 2º turno da PEC 300”, confirmou o Major.

-Alguns estão dizendo que existem governadores que são contra. Quero saber a posição do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, sobre a criação do piso nacional. A mídia nacional o coloca como candidato a Presidência. Então nossa categoria quer saber quem é contra e quem é a favor da PEC 300?, questionou o deputado.

O parlamentar reforçou ainda a realização nos dias 20 e 21 deste mês da mobilização nacional em Brasília. “Estaremos aqui em Brasília, pois os policiais militares e bombeiros militares do Brasil querem um piso nacional. Enquanto muitas vezes se discute nesta Casa o aumento do teto do funcionalismo público, nossos agentes da segurança pública, os nossos heróis, pedem um piso salarial”, discursou.

Guardas Municipais

No seu pronunciamento o Major Fábio reforçou a necessidade de regulamentação das atividades dos guardas municipais. “Nós precisamos votar hoje a regulamentação das atividades das Guardas Municipais, que colaboram, que são importantíssimas no combate da criminalidade, da violência do nosso País”, finalizou.
Fonte: http://www.pbagora.com.br/conteudo.php?id=20130808081900&cat=politica&keys=major-fabio-confirma-marchas-estaduais-defesa-pec

SINPOL DIZ QUE BOLETINS REGISTRADOS PELA PM NÃO SERÃO INVESTIGADOS

O Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol) reagiu e informou que os boletins não serão investigados posteriormente se forem feitos por policiais militares. “Isso é ilegal, pois é atribuição da Polícia Civil. Não vamos investigar a partir desses boletins. Na nossa concepção o documento é nulo”, afirma o presidente do sindicato, Djair Oliveira. De acordo com ele, para serem investigados, os boletins precisarão ser refeitos. O Sinpol promete entrar na Justiça
Fonte: http://heronidesmangabeira.com/

COM RN EM CRISE, PM NÃO TERÁ AUMENTO DO EFETIVO “PORQUE NÃO HÁ COMO PAGAR”

Uma preocupação social – e um dos principais motivos da desaprovação do Governo Rosalba Ciarlini – a segurança pública vai ter que otimizar seu efetivo se quiser aumentar o trabalho ostensivo. Foi isso que deixou bem claro o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Araújo Silva, no início da noite de hoje (8), em entrevista a uma rádio de Natal, ao ressaltar que o Executivo não tem recursos para aumentar o número de policiais da corporação.
“Hoje não há condição de convocar (novos policiais), porque não há condição de pagar”, afirmou o comandante-geral, ressaltando que, neste momento, a PM está tendo que pagar diárias operacionais para fazer ações patrulhamento pela Grande Natal, sobretudo, aquelas com o objetivo de evitar assaltos a ônibus.
O problema é que as declarações de coronel Araújo vão de encontro a expectativa social que se criou em torno do aumento do efetivo das corporações que compõem a segurança pública local – Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Técnica-Científica de Polícia e Corpo de Bombeiros Militar. Afinal, o próprio secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Aldair da Rocha, afirmou em maio deste ano que o Estado vivia a expectativa do aumento de homens nessas forças com a adesão ao programa federal “Brasil Mais Seguro”.
“Essa discussão (se há necessidade de aumento de efetivo) praticamente não existe. Há necessidade, ela é urgente e já constatada. Nós temos uma necessidade muito grande de técnicos, peritos, na nossa política técnica, e de polícia judiciária também. Para melhorar a investigação, você precisa melhorar também a polícia técnica e os outros setores vão caminhando junto também”, afirmou Aldair da Rocha em maio.
Antes disso, mais precisamente no final do ano passado, quando a governadora do Estado, Rosalba Ciarlini, participou da formatura de novos oficiais da Polícia Militar, ela mesma fez questão de anunciar que em 2013 seria realizado o tão esperado novo concurso para a corporação.
Porém, apesar das expectativas de meses anteriores, o que se ressalta agora é a crise econômica do Governo, que fez o próprio coronel Araújo descartar a possibilidade de aumento do efetivo. Nessa situação, vale lembrar, a PM tem um déficit de quatro mil homens nos 13 mil cargos existentes. Ou seja: quase um terço da corporação está com vagas abertas. E talvez isso explique a sensação de insegurança de muitos potiguares.
Fonte: http://heronidesmangabeira.com/?p=2136#more-2136
PORTAL NO AR

COMUNICADO APBMS

http://3.bp.blogspot.com/-Q2pw3nI4_2M/TgNMPecwiDI/AAAAAAAAAwk/DdIn9kC-wjU/s1600/APBMS.png
 
COMUNICADO

Associação dos Praças da Polícia e Bombeiros Militares do Seridó/RN, Comunica que dia 23/08/2013, acontecerá uma mobilização em natal em prol da Lei de Promoção de Praças interessados informar o nome na sede da APBMS e confirmar 3 (três) dias antes nos telefones de contato (84) 3417-1700/9921-1033. Para podermos planejar o transporte para quem desejar participar da referida mobilização.

Caicó/RN, 09 de agosto de 2013.

Atenciosamente:
Direção da APBMS

Corregedoria apura tortura em soldado da PM de MT

policianamira_thumb_medium380_238
Gláucio Nogueira, repórter do GD
 Um soldado da Polícia Militar de Mato Grosso registrou boletim de ocorrência contra 3 oficiais pelos crimes de maus-tratos, tortura, ameaça e constrangimento ilegal. Ele teria ficado trancado por uma hora em uma sala do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (Cefap), em Cuiabá, e só saiu de lá após ouvir de um dos policiais que ele seria enquadrado por insubordinação. O caso foi registrado nesta terça-feira (7) no momento em que o soldado, lotado no 4º Batalhão, levava marmitas para colegas em curso.
De acordo com o boletim, registrado pelo soldado J.L.S., 23, os ataques começaram após um dos oficiais, identificado como major Guimarães, ter notado que no fardamento do praça faltavam o gorro e a placa de identificação. “Antes que eu pudesse explicar que a situação já havia sido passada ao meu superior imediato, ele começou a gritar”. Guimarães teria dito, “se enquadra, guerreiro! Se na sua unidade não tem disciplina, aqui tem”.
Instantes após a confusão, ao perceber que o soldado portava uma caneta com gravador de som e imagem, segundo ele usada para registrar abordagens no trabalho nas ruas, foi levado por Guimarães para uma sala e novamente ameaçado. Por quase uma hora, o soldado ouviu xingamentos, ameaças e era assediado moralmente. “Diziam que não era para gravá-los”.
Em companhia de outros 2 policiais, qualificados no boletim como capitão Ferraz e tenente Coneza, Guimarães apagou todo o conteúdo armazenado na caneta e teria exigido um pedido de perdão para liberá-lo da sala. A situação foi presenciada por um outro praça, que acompanhava J..
Para o sociólogo e coordenador do Núcleo Internsitucional de Estudos da Violência e Cidadania (Nievci), Naldson Ramos, o soldado foi vítima de um episódio lamentável. “Isso é um sinal claro da existência de um resquício de militarismo, em que a hierarquia e a disciplina estão à frente da dignidade humana, quando o que deveria ocorrer era justamente o contrário”.
Tão grave quanto às ameaças e o assédio, na opinião de Ramos, é o fato de que este comportamento, que ocorre com certa frequência, pode se reproduzir nas ruas. “Ao abordar um suspeito, um policial alvo deste tipo de crime, pode se sentir superior e humilhar o cidadão abordado”.
Outro lado - Por meio da assessoria, a Corregedoria da PM informa que ainda não recebeu a documentação, mas irá analisar e investigar o caso.
Fontehttp://policialdopovo.com/2013/08/09/corregedoria-apura-tortura-em-soldado-da-pm-de-mt/:

Em greve, policiais civis do RN protestam em frente à Governadoria...

Policiais levaram cruzes e um caixão para a governadoria.

Greve começou na última terça-feira (6).

Do G1 RN
 
Policias Civis protestam em frente à Governadoria (Foto: Jorge Talmon/G1)Policias Civis protestam em frente à Governadoria (Foto: Jorge Talmon/G1)

Os policiais civis do Rio Grande do Norte, que estão em greve desde a última terça-feira (6), saíram em carreata, na manhã desta sexta-feira (9), da sede do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), até a Governadoria, no Centro Administrativo. Os policiais levaram cruzes e um caixão simbolizando o enterro da segurança pública. A governadora Rosalba Ciarlini não está na Governadoria pois, de acordo com a assessoria de comunicação do governo, cumpre agenda em Mossoró.
Segundo Djair Oliveira, presidente do Sinpol, a pauta da categoria é extensa. “Queremos nomeação e curso de formação dos aprovados no último concurso, que vem se arrastando desde 2008; vale refeição para os agentes; serviço terceirizado de limpeza das delegacias, que muitas vezes fica a cargo dos próprios policiais; retirada de presos das delegacias; melhoria das condições de trabalho, como armamento, informatização e melhor comunicação entre as delegacias e reajuste salarial. Somos uma polícia de nível superior recebendo menos que cargos de nível médio. Também queremos reajuste das gratificações de chefes de investigação e chefes de cartório, que trabalham acima das possibilidades pela polícia”, afirmou.
Por causa da greve, o governo do estado orienta a população do estado a registrar boletins de ocorrência para casos de perda ou furto de documentos pessoais e/ou de aparelhos celulares via internet. Os boletins virtuais podem ser feitos no site da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesed). O serviço está disponível no link Delegacia Virtual (CLIQUE AQUI).
G1 RN

Protestos de estudantes de Caicó foi pacífico nas ruas, mas, contou com atos de vandalismos na 10ª Dired

Fonte: http://www.vcartigosenoticias.com/2013/08/protestos-de-estudantes-nas-ruas-de.html
Alunos da Rede estadual de ensino de três colégios de Caicó (Ceja, Antônio Aladim e EECCAM) fizeram , por volta das 08 horas da manhã de hoje, um protesto contra a falta de professores para disciplinas de Inglês, História, Geografia, Física e Química, entre outras, nas referidas escolas.

Os Alunos também são contra o início da greve da  Educação,que deverá ser deflagrada na próxima segunda-feira (12). Além de estudantes, professores pegaram carona e também participaram do protesto buscando melhorias salariais e melhores condições de trabalho.

Os manifestantes saíram em passeata, cada um de seu colégio, e se concentraram  próximo ao terminal rodoviário onde, de lá, seguiram pela Renato Dantas, Celso Dantas e Coronel Martiniano. A marcha tinha como ponto final  a 10ª DIRED, mas lá, as coisas não ocorreram tão pacificamente.
TUMULTO
A polícia rodoviária estadual  e o GTO acompanharam  de perto o protesto dos estudantes caicoenses, mas houve confusão e supostos atos de vandalismo  dentro do prédio da 10ª Dired. Funcionários reclamam que alguns alunos urinaram nas paredes de banheiros, quebraram tampas de vasos sanitários e secaram os pneus de um fiat Doblô pertencente a 10ª Dired e que estava estacionado no local.

Helicóptero Potiguar 1 se desloca até Caicó em megaoperação para salvar vida de jovem internado no Hospital Regional


A Secretaria de Saúde Pública do Estado (Sesap) realiza uma megaoperação na tarde desta sexta-feira (9), para o “resgate” de um jovem identificado como Rafael da Silva Brito, de 23 anos, internado no Hospital Regional de Caicó, com pancreatite aguda, e teve uma piora no quadro nos últimos quatro dias, sendo necessário um atendimento especial na região metropolitana de Natal

Segundo o tenente Christiano Couceiro, do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte, um helicóptero da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social(Sesed) partiu de Natal até Caicó no início desta tarde. No aeroporto local estão posicionados bombeiros da cidade e uma equipe da Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU)


A previsão é que o paciente chegue à capital por volta das 16h, e seja encaminhado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para o Hospital Regional Deoclécio Marques, em Parnamirim.

Fonte:http://www.vcartigosenoticias.com/2013/08/helicoptero-potiguar-1-se-desloca-ate.html